Bem Vindo!

Destaque

A “Prazer é todo meu” vai falar sobre os mais diversos assuntos que se relacionam não apenas ao sexo… mas sim ao PRAZER! Muitas pessoas não sentem prazer quando tem uma relação sexual… não permitem que a sua própria mente vá aos lugares mais inesperados e excitantes por conta até mesmo de uma “auto-crítica” que nem deveria existir.. conhecer seu próprio corpo seria o primeiro passo, mas antes disso, você tem que permitir que a sua mente te leve pra onde desejar… ler contos eróticos, ver vídeos que ativam a sua curiosidade… comece pela mente.. que posso garantir que o prazer na pele vai vir depois! Conhecer seu próprio corpo não tem regras… afinal… ele é TODO SEU! por tanto, crie a atmosfera que te agrada… música, luz, perfumes.. tudo o que você tem direito. Lembre-se… nosso corpo tem 5 sentidos.. explorá-los fará com que a sua mente vá mais longe ainda! Para chegar ao tão almejado orgasmo, antes você ainda tem MUITO o que sentir… o orgasmo é apenas o ápice de tudo aquilo que você estava sentindo antes.. não desmerecendo ele é claro! Depois que você passar a se conhecer melhor sozinho(a) aí sim… será a hora perfeita para dividir esses momentos com outra ou até mesmo outras pessoas… Sejam muito bem vindos a nossa página! Sintam-se a vontade… pois aqui… o prazer é todo seu! #oprazerétodomeu

Anúncios

Mais que um reparo

“Alô? Sim amiga. já está tudo pronto. Meu pai já está indo me levar. A estimativa de chegada está em uma hora, já já estamos aí. Um beijo!” Ai ai… ansiosa demais para visitar a fazenda da Jack. Estamos a semanas combinando tudo e hoje é o grande dia! Pego a estrada e não demora muito para chegarmos lá. Jack me espera na porteira da fazenda e nós nos abraçamos intensamente. Estava morrendo de saudades da minha amiga. Me despeço de meu pai e vamos para o quarto que ela havia separado pra mim. Arrumamos as minhas coisas e logo ela me leva pra conhecer lá fora. A fazenda é enorme! Me parece que metade do fim de semana será gasto apenas tentando conhecer ela por completo. Fizemos algumas fotos, pois sem sombra de dúvida o visual era lindíssimo! Começamos a caminhar pelas colinas ali e finalmente chegamos até os animais. Começo a brincar com as ovelhas e os porquinhos e sou surpreendida pela Jack falando: “Samira! Esse aqui é o Jonas, ele cuida dos animais pro meu pai.” Eu congelo ao olhar pra cima e me deparar com um jovem lindo! Um negro alto, forte, lábios grossos e um sorriso encantador! Estava de camiseta branca e uns jeans meio surrado já, mas moldava aquele delicioso par de pernas de maneira perfeita. Assim que percebo que meu maxilar havia caído no chão, eu me recomponho e vou cumprimentá-lo. Estendo minha mão a ele e digo: “Muito prazer Jonas! ” Ele me sorri de volta e diz: ” O prazer é todo meu Samira. Qualquer coisa que precise é só me chamar.” Eu agradeço e ele se vai.

Passamos o dia super bem, fomos ao riacho, visitamos a cachoeira, andamos um pouco a cavalo, mas eu não conseguia tirar a beleza do Jonas da minha cabeça. Caiu a noite e seus pais resolveram fazer uma grande festa de aniversário parra a mãe da Jack. Tudo bem típico! Festa em volta de uma grande fogueira com caldos e música ao vivo.Todo o pessoal da região estava lá. Estava sentada com o pessoal e noto que não estou vendo Jonas. Me viro pra Jack e logo questiono: “Amiga porque aquele rapaz que você me apresentou hoje lá no curral não está aqui? ” Ela se espanta, mas responde: “Ah… o Jonas é bem anti social. Não costuma ficar junto de nossas confraternizações. Ele é gente boa, mas sempre fica no cantinho dele.” Assenti com a cabeça e continuei na festa. O tempo foi passando eu exagero um pouco na quantidade de canecas de vinho e começo a sentir umas dores de cabeça. Dou um beijo na Jack e aviso que vou me recolher, pois eu já estava cansada e precisava tomar um remédio pra ver se minha dor passava. Antes de eu sair ela diz: “Amiga, qualquer problema é só chamar o Jonas, o quarto dele fica próximo a varanda lá de baixo.” Digo que “tá ok” e saio.

Chego no quarto, tomo meu remédio e separo as coisas para tomar um banho. Entro no banheiro e assim que abro o chuveiro percebo que a água não estava esquentando de maneira nenhuma. Bem… vou ter que chamar o Jonas. Coloco minha roupa novamente, desço as escadas e bato na porta do quarto de Jonas. Ele a abre e mais uma vez eu tomo um susto! Ele estava sem camisa… me deparo com aquele peitoral deliciosamente definido… engulo a saliva que iria escorrer pela minha boca e digo a ele o problema com o chuveiro. Ele me pede um minuto, coloca uma blusa e pega algumas ferramentas. Chegando lá ele sobe num banquinho, começa a mexer na fiação do chuveiro e começamos a conversar… ele me conta um pouco da sua vida aqui na fazenda e eu comento algumas coisas da minha vida na cidade. Até que ele é bem simpático. Rapidamente ele faz o chuveiro funcionar, começa a guardar suas ferramentas e se retira. Eu tiro minha roupa novamente e noto que dessa vez esqueci meu shampoo na bolsa. Me enrolo na toalha e quando eu chego no quarto Jonas estava lá, se surpreende ao me ver daquele jeito e imediatamente se retrata: ” Desculpa! Eu havia apoiado meu celular na cômoda quando vim fazer o reparo e como a porta estava aberta eu entrei rápido apenas para pegar ele…” Eu o interrompo dizendo: “Que isso, tá tudo bem!” Seu olhar em minha direção havia tomado uma nova forma, um novo rótulo… e o meu instinto feminino estava me mandando cometer uma loucura… eu vou até a cômoda, me viro de costas pra ele, pego seu celular e deixo a toalha cair propositalmente… olho pra trás o encarando nitidamente nos olhos e vou andando vagarosamente em sua direção… chego perto dele e entrego o celular em suas mão dizendo: “Aqui está.” Ele não consegue segurar seus instintos e logo me toma nos braços e casa seus lábios nos meus… a temperatura dos nossos corpos começa a subir e eu já estou totalmente tomada por aquele homem! Eu arranco a sua camisa e em seguida ele me conduz até a cama me colocando deitada lá. Ele puxa o zíper de seu jeans e me levanto logo com o intuito de ver bem de perto o que havia por baixo. Nunca havia me deparado com um homem tão bem dotado como ele e imediatamente eu agarrei sua cintura e o abocanhei de uma só vez! Conforme eu ia fazendo os movimentos ele segura meu rabo de cavalo e vai me direcionando conforme o seu prazer. Ele tira o elástico do meu cabelo e me joga na cama novamente. Imediatamente minhas pernas se abrem para recebê-lo e ele me invade com força. Meu corpo se enche de tesão a cada movimento dele me fazendo enlouquecer. Ele me possuía com propriedade e por onde as suas mãos passavam o meu corpo estremecia. Ele me vira de costas e eu me apoio no travesseiro. Ele me segura pela minha cintura e dessa vez vai fazendo movimentos lentos tirando-o por completo e depois colocando com cautela. Eu sinalizava que queria voltar ao ritmo de antes, mas ele continuava dessa forma, parecia que ele estava querendo ouvir eu implorar por mais… mas eu não iria dar esse gostinho a ele… Reverti o jogo me encaixando nele por cima e mostrando-o exatamente o que eu queria. Comecei a cavalgar naquele homem da forma mais deliciosa que já tinha feito e ele começou a pirar. Sinto meu corpo mais uma vez se contrair então permito derramar toda a minha satisfação em cima dele… Ele me puxa e me coloca sentada em seu rosto, começa a me sugar com força brincando com as sensações que poderia me proporcionar… eu começo a gemer loucamente sinto meu corpo novamente expulsar todo o meu tesão. Me contraio mais uma vez e jorro em sua boca que não deixa escapuli uma única gota. Saio de cima dele e me sento na beirada da cama… olho pra ele e digo: “Vem cá… você não me deixou concluir o que eu comecei…” Ele vem e dessa vez empurra tudo com vontade em minha boca. Utilizo as minhas mãos para aumentar ainda mais o seu prazer. Ele fecha os olhos e logo sinto a minha boca se encher com sua explosão. Ele se afasta um pouco, mas continua a se tocar deixando com que o restante caísse em meu colo. Ao finalizar ele resolve me limpar com sua mão e eu sabiamente a seguro colocando seus dedos úmidos em minha boca pra finalizar. Ele se veste,me beija e me deseja boa noite.

Entro novamente no chuveiro para finalmente conseguir tomar meu banho e assimilar tudo o que acabara de acontecer… ao passar sabão em meu corpo eu fecho os olhos e começo a lembrar de seus toques em meu corpo… me coloco embaixo da água quente e deixo com que minhas mãos reprisem alguns de seus movimentos em mim… meus dedos descem por minha barriga e logo chegam ao encontro de minha vulva que ansiava por mais uma dose de prazer …

#contos #maisqueumreparo #homem #mulher #sensual #prazer #oprazerétodomeu

Surpresa na viagem

Feriado chegando… eu e Cecília estávamos fazendo nossas malas pra mais uma viagem em família. Iríamos pra casa de praia de sua família e estamos bem empolgadas. Sou apaixonada pelos seu sobrinhos e comigo no comando, as crianças fazem a festa. Cecília se a aborrece e muito com esse meu jeito, mas eu sou a tia da bagunça mesmo! Anoiteceu e ela foi colocar as malas no carro… dessa vez eu sabiamente coloquei escondido uns brinquedinhos sexuais para nos divertirmos lá. Nunca levamos com medo das crianças acabarem pegando. Mas meu desejo por novas aventuras sexuais foi maior do que o meu senso social.

Chegamos lá e imediatamente fui fazer meu papel de titia da bagunça! Guerra de travesseiros, pular nos colchões, assistir filmes de terror até altas horas da noite, comer gordice fora de hora, sorvete de madrugada… tudo o que fazia Cecília enlouquecer! Mas estava tudo indo super bem, apesar de minhas traquinagens estávamos nos divertindo muito juntas. Depois de fazer as crianças correrem o suficiente num pega-pega, mergulhando na água gelada a noite e depois de uma bela refeição com gordice de sobremesa, fomos pra casa. Banhos tomados e crianças na cama em somos profundos. Ufa! Cecília me espera super cansada, gostamos de dormir na sala pois ficamos com medo das crianças ouvirem nossas intimidades.. eu a tomo em meus braços e a beijo carinhosamente, acaricio seus cachos ainda úmidos e digo: ” Vamos aproveitar?” ela me olha com cara de desânimo total e responde: “Karen já está tarde e o dia foi cansativo!” Pedi que ela esperasse um momento, pois eu tinha novidades. Corri até a minha mala, coloquei uma super lingerie e trouxe a caixa que havia escondido, dentro dela uma variedade de brinquedinhos, mas o principal deles… “Jhow” o vibrador predileto dela. Vi seus olhos miúdos verdes brilharem de desejo… “Você é doida Karen? Como trouxe essas coisas? As crianças podem mexer!” A essa altura eu já empunhava o vibrador na cinta e comecei a beija-lá com fervor e desejo. Deitamos no tapete da sala e ali mesmo comecei a curtir seus lábios macios e quentes, sua pele branquinha deliciosamente perfumada e percebi que seus olhos expressavam um desejo louco de se dar por inteiro. Percorri toda área do seu corpo já nu ao alcance de minha boca e mão, senti a sua vulva encharcada de prazer. Em um único movimento a virei de bruços e a tive toda só pra mim, como sempre foi. Dei-lhe um tapa no bumbum e em voz firme ordenei: ” Empina pra mim delicia!” Automaticamente vi aquela delicia … apertadinho ao meu alcance. Estava louca pra explorá-lo mais me contive, pois ainda não era a hora. Comecei a excitá-la cada vez mais, judiando ao passar a ponta do vibrador pelo seu clitóris, fazendo ela umedecer cada vez mais! Sentia seu líquido de escorrer pela minha perna de tanto prazer e isso me levava a loucura. Ouvi a sua voz trêmula implorar por mais e mais… “…me pega amor, me toma como sua! Vai delicia, mete!” Palavras mágicas que me fizeram de uma vez penetrá-la e ouvir o som excitante do seu gemido de prazer. Estoquei sem dó em sua vulva que estava encharcada! Com isso sentia um prazer inexplicável ao penetrar cada vez mais! Virei-a de frente pra mim sem tirar o vibrador de dentro dela e continuei os movimentos dessa vez mais demorados levando ela a loucura! Ao êxtase supremo de seu prazer. Cecília gemia gostoso e enquanto eu me movimentava ela sugava o meu dedo e acariciava um de seus seios, pois o outro estava sob meu controle… eu a segurava pelos cabelos, forçando ela a inclinar sua cabeça levemente para que eu pudesse ver a penetração do vibrador dentro dela. Cecília gemia alto e a tensão de acordar às crianças me deixava ainda mais excitada e eufórica pra possuir cada vez mais a minha delícia de mulher. Casei meus lábios nos dela na tentativa de sufocar de vez seus gemidos, até que senti uma mordida nos lábios e suas unhas se cravarem nas minhas costas…imediatamente sinto seu corpo esmorecer colado ao meu depois de deixar que todo seu prazer escorresse pelas pernas. Ela estava do jeito que eu desejei, deliciosamente molhada e excitada ao extremo, pronta pra ser totalmente minha mais uma vez. Com delicadeza a virei de bruços e esfreguei o vibrador nela novamente, trazendo um pouco de sua umidade para trás… Eu comecei a explorar com meus dedos e enquanto isso eu continuava a penetrá-la com o vibrador. Cecília rebolava descontroladamente e isso me deixava ainda mais louca e com vontade de possuí-la… Cecília sempre me deixou claro que dentro de quatro paredes na hora do prazer valia tudo e eu sempre usei e abusei desse lema … Puxei ela pelos cabelos, inclinei seu corpo o máximo q pude, beijei seu pescoço e sussurrei em seu ouvido… ” Você é minha! ” Antes de terminar a frase eu a penetrei com o vibrador por trás… naquele momento pude perceber que Cecília havia engolido seus gemidos… Com calma eu fui movimentando bem de vagar até ouvir ela novamente implorar para que eu a possuísse como desejava, Cecília se tocava enquanto eu continuava… eu gostava de provocar… quanto percebia que estava perto do seu orgasmo eu tirava o vibrador de dentro dela fazendo ela implorar por mais e mais. “Me toma! Me possua! Sou sua! Só sua…” Isso soava deliciosamente em meus ouvidos, Cecília ficava louca de prazer e eu amo sentir ela assim por inteiro. Voltei a possuí-la de frente, pois assim eu a excitava ainda mais ao tocar seu clitóris enquanto ainda a penetrava por trás. Cecília gemia gostoso, seu corpo se contorcia e logo que percebeu que iria se deixar levar novamente, ela me agarrou num beijo gostoso e ardente enquanto nossos corpos explodiam num prazer incontrolável. Logo depois ela arranca a cinta de mim e me abocanha de uma só vez… era a sua vez de me ver pirar! Sua boca me devorava e seus dedos me invadiam. Fecho meus olhos e começo a curtir todas as sensações que seus movimentos me proporcionavam. Não demora muito e sinto um arrepio percorrer todo meu corpo! Ele se contrai e logo me derreto em sua boca…

Paramos um momento e começamos a nos olhar… Mergulhei profundamente no verde de seus olhos e mesmo ainda estonteada de prazer, percebo quanta sorte eu tenho por tê-la ao meu lado e naquele momento em meus braços… quando revelo isso a ela seu rosto ruboriza e o sorriso brota em seu rosto instantaneamente… meus braços a envolvem e ganho outro beijo doce da minha linda princesa… nos recompomos e deitamos agora no colchão… ela deita sua cabeça em meu peito e rapidamente adormece… me aconchego em seu corpo macio e logo o sono vem chegando.. hora de dormir.

#contos #surpresa #viagem #mulheres #sexy #amor #prazer #oprazerétodomeu

No campo

Sinto um calor gostoso na pele e uma claridade em meu rosto me despertam… o despertar do sol saindo por trás das montanhas me convida a começar o dia. Olho pela janela e me deparo com a linda vista dos montes cobertos de verdes e do orvalho da manhã. Um céu azul anil que fazia o contraste perfeito! Parecia um quadro pintado a mão. Esse é o cenário diário de Minas… minha terra! Meu cantinho favorito. Que saudades eu estava de casa. Ao levantar e trocar de roupa, um cheirinho de café me convida a ir até a cozinha. Chegando lá, minha mãe já estava com a mesa posta. Dou nela um beijo e um abraço caloroso de bom dia. Nos sentamos e começamos a bater papo. Ela se vira pra mim e pergunta: “Como está sua vida em São Paulo minha filha?” respondo: ” Uma verdadeira correria mãe! Lá as pessoas não tem esse bom hábito de se levantar cedo, tomar um bom café, prosear pela manhã com os seus… O povo lá toma café no meio da rua andando e falando ao telefone. Uns até mesmo no trânsito ao dirigir. O trabalho é exatamente o que eu imaginava. Mas confesso que as vezes eu canso de tanto ser clicada kkk” ela sorri e diz: “Seu pai mesmo esses dias estava dizendo.. eu sei que nossa filha é bonita, mas quem aguenta ficar tirando 200 fotos da mesma pessoa por horas! Não sei como ainda não enjoaram da cara dela! kkkk” Num é que é verdade? Papai mesmo na sua ignorância diz coisas que pra mim fazem total sentido! Acabo meu café da manhã e vou caminhar pela fazenda. Olho as plantações, vejo os animais e aproveito pra matar as saudades do meu cavalo o Hércules. Meu pai me ajuda na montaria e logo já tenho total controle do Hércules. Cavalgar pra mim é que nem andar de bicicleta… nunca esquecemos! Começo a aumentar a velocidade e logo o vento bate em meu rosto trazendo aquela adrenalina e o frescor de uma boa cavalgada! Cheiro de mato! Que saudades!! Perco a noção do tempo e quando vejo já estou bem distante! Volto logo em direção a chácara. Assim que me aproximo logo já escuto os gritos de minha mãe dizendo que o almoço está pronto.

Logo depois de almoçarmos, eu descanso um pouco na sala de TV para aguardar a chegada de Lucas. Meu amigo de infância que agora resolveu se especializar em fotografia. Não demora muito e escuto o barulho de seu carro estacionando na frente de casa. Ele cumprimenta meus pais e logo chega na sala. Damos um abraço super apertado. Ele se vira pra mim e diz: “Meu Deus! Um ano longe da gente e parece que passou uma eternidade!” eu dou uma risada e logo respondo: “Eu sei! Também estava morrendo de saudades! Mas vim pra passar o mês! O senhor tem muito o que me aturar!” Risos tomam conta da sala e paramos um pouco para colocar a conversa em dia. Eu e Lucas fomos criados juntos desde sempre. Nossas famílias sempre se deram muito bem! Em umas de suas ligações pra mim, Lucas havia me pedido pra fazer umas fotos minhas quando eu chegasse a Minas. E eu estava louca pra poder fotografar com esse cenário maravilhoso. Combinamos para fazer as fotos hoje mesmo, então eu digo logo: ” Vamos logo fazer essas fotos?” Ele se levanta, me estende a mão e diz: “Imediatamente senhorita!”

Peguei algumas coisas pra produzir meu figurino e umas maquiagens. Fomos pra uma parte da minha fazenda que havia um pouco de mato alto e não ficava tão longe assim. Primeiro fizemos umas fotos comigo vestindo um jeans, botas altas, blusinha jardineira e chapéu. Muitos sorrisos e cliques rolando. Até que eu viro pra ele e digo… ” Agora quero algo com a pegada mais sexy! O que você acha? ” Ele esbugalha os olhos e diz: ” Adorei a ideia!” Coloco um biquíni com as botas e um cinto diferenciado de Cowboy com lateral pra suporte de armas! Um grande chapéu preto e cabelo solto. Lucas quase deixa a câmera cair quando me vê. Acho que ele nunca havia me visto como uma mulher adulta ainda, muito menos uma mulher sensual. Ele imediatamente me diz: ” Você tá linda!” eu dou um sorriso bobo e digo: “Ah… obrigada! Mas ainda falta a maquiagem!” ele me dá um olhar sinistro de repreensão e me interrompe: “Nem pensar! Você tá perfeita! Qualquer coisa que você acrescentar aí vai estragar a essência da mulher do campo! Vamos! Já tenho uma série de cliques em mente!” Quem sou eu pra desobedecer as ordens de um fotógrafo né! Fomos para uma área mais afastada. Achamos uma árvore que me auxiliou bastante nas poses. Ele se impressionava a cada clique que dava na câmera. Seu olhar pra mim tinha mudado… ele estava nitidamente atraído. Com isso a ideia de um possível flerte vem em minha mente… eu também finalmente percebo que Lucas se tornara um homem bonito, forte e atraente…começa a ficar difícil disfarçar o meu olhar… me afasto da árvore para que ele possa tirar o foco do meu rosto nas fotos. Eu começo a fazer algumas paradas com o chapéu em maior evidencia. Me virava de costas… mas era inevitável ele captar meu olhar eventual em sua direção, era mais forte que eu. Por mais que suas vontades estivessem estampadas em seu rosto, ele procurava escondê-lo atrás da câmera. Eu também já estava completamente envolvida e me sentindo atraída por ele, então me veio uma ideia em mente… Vou até o celeiro, pego o Hércules e já volto em direção ao Lucas cavalgando. Ele entende o recado e começa a disparar os cliques e minha direção. Eu paro perto dele e ele me ajuda a descer. Assim que pego em suas mãos e nossos rostos se se encontram, tenho a impressão que uma espécie de magnetismo unia nossos corpos, mas mesmo assim nós insistíamos em resistir. Não parávamos de nos olhar, minha boca implorava por um beijo dele, mas não pronunciava. Pra quebrar a tensão que estava ele logo dispara: “Vamos fazer umas fotos no alto da montanha. O pôr do sol contornando seu corpo… vai ficar deslumbrante!” Eu dou um sorriso pra ele e concordo. Pego apenas um dos tecidos que usávamos para forrar a grama e vamos. Ele sobe comigo no Hércules e começamos a cavalgar. Ele senta atrás de mim e conforme os movimentos de atritos inevitáveis, já era possível sentir sua rigidez… era toda confirmação que eu precisava…

Assim que chegamos o pôr do sol estava mesmo estonteante! Coloco Hércules um pouco afastado e nos aproximamos da parte mais alta da montanha. Lucas começa a fazer algumas fotos de silhueta e depois algumas focando mais meu rosto. Eu forro o tecido no chão e aproveito pra tirar minhas botas, meu chapéu e aquele acessório de Cowboy. Conforme eu ia tirando as peças, a expressão de Lucas começa a mudar novamente… eu o olho de baixo pra cima e o pergunto: “Já pensou em fotografar nu artístico?” De pronto respondeu: “Claro que já, mas nunca havia encontrado a modelo certa.” Eu puxo o laço da parte de cima do biquíni e ele foi fotografando passo a passo, do puxar do laço ao cair da peça… seus olhos transbordavam desejo e os meus sensualidade. Ele se aproxima e tira algumas fotos ainda aproveitando a pouca luminosidade do final do pôr do sol. Eu me preparo pra puxar o laço da parte debaixo. Ele para, me olha, respira fundo e posiciona a câmera novamente… fico de joelhos e finalmente puxo o laço. Os cliques começam e vejo que ele está se esforçando para realmente conseguir boas fotos mas não consegue esconder sua excitação. No momento em que ele me vê completamente nua ele para de clicar e imediatamente diz: “Você é a mulher mais linda que eu já vi!” ele começa a fotografar novamente e eu não economizo das expressões de sedução. Ele pede pra que eu coloque novamente o chapéu. Eu coloco e ele finaliza aquela sessão com apenas mais um clique : ” Essa foi pra mim…” Eu o respondo com um sorriso. Ele larga sua câmera no chão, se senta no tecido, alisa meu rosto e me dá um beijo fervendo de desejo. Sua boca parecia que estava a matar sua sede de mim. Eu passo meus braços em volta do seu pescoço e logo colo meu corpo no dele. Ela tira o chapéu de mim e entrelaça seus dedos em meus cabelos. Suas mãos começam a percorrer meu corpo nu e ele começa a sussurrar palavras provocantes em meu ouvido. Eu puxo sua blusa de seu corpo e a jogo pra bem longe de nós. Ele mesmo retira o resto. Me coloca deitada e voltamos a nos beijar… ele começa a beijar meu pescoço e logo seus lábios já se deliciam em meus seios. Eu contorço meu corpo de prazer e logo uma de suas mãos me invade… meu corpo de imediato responde, minha umidade começa a aumentar com o movimentos de seus dedos. Ele os tira, sobe em cima de mim e me possui com firmeza. Conforme ele se movimentava, meu corpo fervia. As contrações internas eram cada vez mais intensas e deliciosas. Chega um momento em que eu não resisto mais e meu corpo se transborda ao seu comando. Ele continua cada vez mais firme e cada vez mais intenso. Sua boca não desgrudava de meu corpo e seus beijos pareciam que eram mais lenha para me incendiar. Não demora muito ele puxa meu corpo com mais força contra o seu e logo ele se entrega ao seu ápice. Depois de tudo, dos olhamos novamente, mas não como antigamente, havia ternura e desejo em nossos olhares… agora estávamos entregues um ao outro… ele era meu e eu era sua… éramos apenas nós ali com as estrelas como testemunha.

A brisa fria da noite já tocava a minha pele. Eu me envolvo com o tecido e vou buscar Hércules. Peço a Lucas que monte nele do jeito que está. Dou pra ele o chapéu preto, pego a câmera e bato uma foto : “Essa foi pra mim!” Ele sorri e dou outro clique. Pego as roupas dele, amarro tudo junto no tecido e monto com ele no Hércules. Mas eu me sento de frente pro Lucas e ele estranha um pouco. Eu começo a beijá-lo novamente e ele se excita rapidamente pego a rédea de Hércules e dou na mão dele enquanto eu me encaixo perfeitamente nele… Ele suspira forte e entende minha proposta. O movimento da cavalgada ia fazendo com que o prazer acontecesse pra nós dois naturalmente. Ele estava completamente louco de tesão e eu também… ele resolve colocar Hércules pra andar mais depressa e isso intensifica ainda mais o meu prazer. Começo a beijar seu pescoço e passar as mãos por todo seu corpo enquanto sentia ele firme dentro de mim. Ele pára e pede para que nós desçamos. Ele coloca Hércules perto de um matagal. Me apoia na mesma árvore que fizemos as fotos e me possui novamente. Aquela situação era extremamente excitante e ele era um excepcional amante. Não demora muito e meus orgasmos começaram a vir sequenciados… não conseguia mais controlar o volume da minha voz e isso estava tirando ele totalmente de seu controle. Ele me segura pelos cabelos e aumenta o ritmo. Novamente eu tinha levado ele a loucura.

Nos vestimos e nos direcionamos para minha casa novamente. Eu procuro a minha roupa inicial do ensaio para que meus pais não estranhem tanto. Apesar de nossos rostos nos denunciarem. Entro em casa e vou diretamente para o banho. Resolvo colocar um vestido soltinho para suavizar um pouco as emoções daquele dia. Volto a sala e Lucas está me esperando enquanto conversava com meu pai. Assim que ele me olha, seu sorriso tímido me deixa doida. Eu me sento ao lado de meu pai e logo escuto minha mãe falar adentrando a sala: “Lucas, já está tarde, porque não dorme aí hoje querido? O quarto do Pedro está vago, pois ele foi viajar com os amigos.” Ele me fita com milésimas intensões no olhar e aceita o convite de minha mãe. Após o jantar as luzes se apagam e logo todos já estão em suas acomodações… escuto o barulho do chuveiro e aguardo ansiosamente ele cessar para que eu possa invadir o quarto dele. Assim que o silêncio retorna vou rapidamente ao quarto que ele está. Abro a porta e ele ainda está enrolado com a toalha na cintura. Eu puxo meu vestido e o deixo cai no chão…

#contos #nocampo #homem #mulher #cliques #cavalgada #sensual #prazer #oprazerétodomeu



Dia dos namorados?

Eu ODEIO dia dos namorados… sempre aquela baboseira de flores, chocolates e falsidades. Estou farta de tanto falsos românticos e românticas que se moldam naquele modelo padrão básico para agradar gregos, troianos e uma sociedade patética revestida de conceitos ruins e hábitos toscos… sei que parece cruel e seco, mas desde o meu último relacionamento, no qual eu oferecia isso tudo cega de paixão, não só fui traída, mas também ele levou consigo todo o meu romantismo e paciência para essas datas. Portanto eu não tô afim de romance, rosas e blá blá blá. Quero sentir o cheiro da liberdade da minha forma. Então hoje, 12 de junho eu quero sair para namorar a vida!

Vou vestir a roupa pra causar, o salto pra complementar e o batom vermelho pra retocar a fera que está dentro de mim… Chego numa boate que nunca havia ido antes. Amei a fachada que tinha uma faixa com o escrito: “Dia dos namorados?” aquela interrogação era exatamente o momento em que eu estava vivendo. Todas as pessoas de lá pareciam estar na mesma vibe que eu. Algumas dançavam, outras bebiam… mas todas estavam ali com o mesmo propósito… correr do dia dos namorados. Eu me sento na beira do bar, peço uma ice, dobro minhas pernas e paro pra olhar o ambiente… Fixo meu olhar num cara lindo que estava dançando. A camisa amarrada na cabeça, barriga trincada, um jeans despojado e estava descalço… segurava na mão um copo simples, parecia cerveja. ele tinha um olhar solto, estava sozinho e realmente curtindo o momento e a própria companhia. Eu adorei aquele jeito largado dele. Ao mesmo tempo que ele estava na dele curtindo, atraía muitos olhares pra ele, inclusive o meu. Resolvo apenas ficar observando ele dançar em vez de atacar. Paro um momento para verificar meu celular. Minhas amigas já etão me bombardeando com mensagens querendo saber o meu paradeiro… respondo rapidamente, guardo o celular na bolsa e quando me viro pra pedir outra ice, sou surpreendida com um beijo no pescoço… olho pra trás e era ele! Ele me olha nos olhos, sorri, me segura pelo pescoço e tasca um beijo! Eu retribuo e quando vejo nossos corpos já estavam entrelaçados. Ao abrir os olhos eu peço um minuto e pego minha ice. Ele se vira pra mim e pergunta: “Prazer… tudo bem?” eu de pronto respondo: “Tudo sim… Afim de não saber meu nome?” Ele sorri e diz: “Se é assim que você prefere, sim!” logo digo: “Ótimo então!” Eu o seguro pelo rosto e voltamos a nos beijar. Seus lábios grossos e carnudos do jeito que eu gosto, pegada firme, mãos rápidas, mas não era afobado… Parece que ele havia chegado sob encomenda…

Resolvemos ir para uma sala mais reservada… estávamos sozinhos finalmente e eu poderia curtir tudo o que ele tinha para me oferecer… ele arranca meu vestido de uma só vez e se surpreende ao ver que eu estava de lingerie preta e cinta liga… olho pra ele e digo: ” não te digo meu nome, mas te deixo claras todas as minhas intensões…” ele me responde me tomando naqueles braços fortes e me dando um super beijo que se transcorreu nos minutos mais prazerosos que já tive. Ele beijava meu pescoço e suas mãos invadiam a pouca roupa que ainda tinha em mim, mas ele não as tirava. Conforme ele ia me explorando minha excitação aumentava. Ele tira seu jeans e estava usando uma cueca box branca… obviamente ela mostrava tudo o que eu queria saber… diferente dele, eu arranco logo a cueca e o abocanho de uma só vez… queria muito me deliciar nele… conforme eu fazia as sucções mais fortes, ele deixa escapar alguns gemidos e eu estava adorando aquilo… ele me puxa e me vira de costas, ele apoia uma de minhas pernas na cadeira, afasta a minha calcinha e começa a me retribuir os prazeres… eu estava delirando de tanto tesão… sua boca era quente e parecia mais que ele queria me engolir por ali… não demora muito pra que eu dê a ele a primeira prova do meu sabor… logo ele afasta, pega uma camisinha no bolso de seu jeans, a coloca rapidamente, me abraça por trás e me invade… oh! que sensação deliciosa! Ele me segura pela cintura e fazia movimentos rápidos e fortes… sinto meu corpo se contrair a cada vez que ele me pegava com mais firmeza… os orgasmos vinham me trazendo sensações únicas e libertadoras. Ele me puxa pelo cabelo e sussurra safadezas em meu ouvido… tapas em minhas coxas deixam ainda mais excitante aquele sexo louco! Sinto um arrepio percorrer as minhas costas e acho que vou chegar ao meu ápice… mas eu me seguro, pois eu quero fazer isso de frente pra ele… resolvo inverter o domínio, coloco ele sentado do sofá que tinha próximo a nós e monto em cima dele… cavalgo naquele corpo delicioso enquanto ele abocanha meus seios e potencializa ainda mais meu prazer… ele estava adorando aquilo e a cada movimento mais brusco meu, noto ele se segurando para não chegar ao orgasmo… começo a fazer com mais força… permito que o prazer tome conta do meu corpo… eu tranco os movimentos e sinto meu corpo jorrar de tanto prazer…logo que eu acabo, ele me pede pra que eu me vire de costas novamente… apoio os braços no sofá e inclino meu corpo levemente … ele se encaixa em mim por trás e vai me invadindo aos poucos deixando meu corpo relaxar… quando ele percebe que eu estou pronta, começa a enterrar mais fundo e com mais força… seus gemidos tomam conta da sala e não demora muito para que eu sinta seu corpo travar e ele finalmente chega ao seu ápice também…

De volta ao bar pedimos uma cerveja e brindamos. Como a sede e a sensação de satisfação me consumiam eu viro meu copo de uma só vez. Dou um beijo nele e me despeço. Ele me segura pelo braço e diz: “Não vou mesmo saber seu nome?” Eu dou um sorriso a ele e digo: “Quem sabe da próxima vez que eu vier…” Ele me pergunta: “Quando então?” dou outro beijo nele e sussurro em seu ouvido: “Quando o destino quiser” ele pega um cartão em sua carteira e coloca no meu decote dizendo: “Avisa ao destino que meu número é esse aqui!” Eu seguro o cartão e respondo: “Pode deixar!” Vou em direção a saída e logo estico o braço pro táxi que está passando… Dou ao motorista o destino de casa. Abro a porta e jogo minha bolsa no sofá, nisso o cartão dele pula da minha bolsa e logo penso… será? Resolvo tirar minha roupa ir pro banho. A água quente desce pelo meu corpo que ainda grita por mais uma dose de prazer… minhas mãos descem e encontram o meio de minhas pernas… fecho os olhos e começo a fazer do jeito que eu gosto… talvez o destino resolva dar uma chance ao gato do cartão… mas… hoje não…

#contos #diadosnamorados #mulher #sexy #prazer #oprazerétodomeu

Prazer ao amar …

Chego ao local combinado e ela está mais bela do que nunca… usava um jeans justo ao seu corpo, um blusa preta e um salto alto. Seus cabelos soltos e maquiagem leve. Antes mesmo de seus lábios, os olhos sorriram ao me ver. Seu abraço era aconchegante e exalava saudades. Seu beijo ansiava por um pouco mais de fogo e ao mesmo tempo era leve e demorado. Passei dias e dias planejando essa noite e espero que saia tudo conforme o planejado.

Nos sentamos e peço ao garçom que traga um vinho branco para combinar com a massa que ela tanto gosta. Jogamos conversa fora pois eu só conseguia me concentrar na beleza de seu sorriso. Ver ela usar aquela aliança me trás muito mais que só orgulho, eu sinto que estou exatamente onde deveria estar… ao seu lado! Tivemos um jantar maravilhoso. Pago a conta e peço um táxi. No caminho fico a observando olhar pela janela e admirar a vista. Resolvo surpreendê-la e peço ao motorista que nos deixe um pouco antes de nosso destino. Temos a areia da praia em nossos pés, um lindo mar a nossa frente e um céu repleto de estrelas acima de nós. Logo sentimos o vento frio nos soprar e a envolvo em um abraço. Olho no fundo de seus olhos e a digo o quanto eu a amo e que ela é a mulher mais linda que eu já havia conhecido. Ela me retribui as palavras da mais bela forma possível… ela pega a minha mão esquerda e dá um beijo em cima da minha aliança logo disparando um “Te amo também meu rei!” Selamos aquele momento único e mágico com um maravilhoso beijo. Começamos a caminhar pela orla e logo chegamos ao nosso destino. Eu reservei uma quarto num maravilhoso hotel ali próximo. Ao abrir a porta ela se depara com a cama coberta de pétalas de rosa, um balde com gelo, champanhe e mais duas taças. Tudo perfeito para embalar a noite de nosso aniversário de casamento.

Chegando na varanda do hotel aquela praia linda como cartão de visita. Os olhos dela me dizem tudo! Está maravilhada e realmente não esperava a surpresa. Começamos a nos beijar e logo as pétalas de rosas se bagunçam com os movimentos dos lençóis. Ela começa a tirar suas roupas e revela pra mim uma linda lingerie… termino de tirar suas belas peças, me jogo em cima dela e antes que eu pudesse beijá-la, ela me puxa pelo meu cordão, me faz um sorriso coberto de malícias e diz: “Essa noite, sinto que estou ainda mais apaixonada por você e a única coisa que eu quero é ser sua pra sempre…” Eu era o cara mais sortudo que eu conhecia… a beijei como se fosse a primeira vez, mas ao mesmo tempo sabia de todas as suas preferências e curvas… a temperatura de nossos corpos subia, meu corpo estava sedento de desejo… sua pele macia e com cheiro doce contornava aquele corpo lindo que estava ali para eu cobrir de amor e prazer. Ao adentrá-la escuto seu gemido e sinto sua umidade extrema. Começo fazendo movimentos lentos. Ao mesmo tempo que estava sentindo prazer eu contemplava aquele lindo corpo sob meu controle. Seus movimentos, sua respiração, seu rosto ruborizado e sua voz moldavam aquele momento com perfeição. Ela resolve vir por cima de mim e eu não imaginava que aquilo tudo poderia melhorar ainda mais… Olhando ela de baixo pra cima… seus seios de tamanho médio cabiam perfeitamente em minhas mãos, ela mexia sobre mim e assim eu podia sentir a pressão se suas coxas grandes e firmes apertando o meu corpo de tanto prazer. Ver seu rosto se transformar de princesa a leoa foi absolutamente delicioso. Ela começa a contrair seu corpo, aumenta a velocidade e a intensidade de seus movimentos e logo sinto ela se derramar sobre mim soltando o último grito libertador que tomou conta de todo o quarto. Acaba que vendo aquela cena deslumbrante e sentindo todo prazer que aquela bela mulher acabava de me proporcionar eu me deixo levar e chego ao meu clímax junto com ela…

Ao abrir os olhos ela imediatamente se aproxima de meu rosto e encosta seus lábios levemente nos meus. Ela pega a champanhe e as duas taças, eu rapidamente a abro e sirvo para nós. O tintilar das taças me lembra do dia de nosso casamento e ela repara que eu pedi a mesma champanhe daquele dia. Ela sorri, se vira pra mim e diz: “Sempre me surpreendendo… a cada dia amo mais a nossa vida a dois.” eu levanto a taça e digo: “E a cada dia que passa eu me esforço para que ela seja digna desse teu lindo sorriso… e também aproveito para curtir o meu prazer em te amar…” Ela apoia sua taça e vem me beijar fervorosamente… Estica a mão e apaga a luz do abajur. Tira a taça da minha mão e sussurra em meu ouvido…”Sei que a champanhe está ótima… mas o que você acha de beber ela aqui…” Ela derrama a champanhe em cima de seu seio e logo eu me apresso para que não se desperdice nenhuma gota …

#contos #vidaadois #homem #mulher #casal #amor #amar #prazer #oprazerétodomeu

Descobrindo os seus fetiches…

Estava em casa atarefada com as coisas domésticas e meu telefone vibra… é ela: “Alô?” “Hoje quero inovação… topa?” De imediato respondo: “Claro!” Ela sempre foi super mandona… mas hoje… sinto uma firmeza especial na sua voz acompanhada se sedução… me sento para escutar com atenção qual seria seu pedido: ” Karen sei que nunca te pedi algo do tipo… mas até onde vai a sua vontade de provar seu desejo por mim? ” eu ruborizei… ” Faço o que for preciso pra te ver feliz e satisfeita!” sinto diferença em sua respiração e logo ela dispara: ” Pois bem, quero sair com você, mas quero que você use aquela cinta com vibrador por baixo da roupa… quero sentir você perto de mim, andando em público pronta para me atacar quando solicitada… e ver a reação das pessoas se perceberem suas reações aos meus estímulos…” aceitei de pronto! Temos vários apetrechos sexuais e esse é flexível ao ponto de ficar de ladinho e mesmo armado não mostra muita coisa. Pois bem, marcamos de nos encontrar num shopping próximo de casa. Me arrumei, coloquei a cinta com um jeans…

Lá estou eu a espera de Cecília, logo que ela me viu fiz questão de mexer na cinta, para deixar evidente que seu pedido havia sido atendido, de imediato já noto sua excitação… Ela estava linda, os olhos miúdos vibrantes, um sorriso encantador, os cabelos cacheados e soltos como eu gosto… usava um vestido leve justamente para facilitar sua fantasia. Divinamente deliciosa… Chega perto, me beija e de leve acaricia o vibrado por cima da minha calça e sussurra pra mim: “Adoro, mulheres obedientes! ” Andamos pelo shopping conversando e decidimos para para comer algo. Na fila da lanchonete, ela se posiciona na minha frente, eu a abraço, ela logo se encaixa no vibrador e dá uma rebolada nele de leve… ela faz cara de safada pra mim e aquela fascinação dela por prazer em qualquer situação me deixa pra lá de excitada… Fizemos o pedido, nos sentamos pra comer e posso sentir ela passando seu pé em minha calça. Obviamente o que me fazia enlouquecer era seu olhar tão provocante e sensual… sua boca ficava se alternando em me fazer um sorriso safado e dar uma mordida de leve nos lábios…sua língua passeava pelos lábios devagar… eu já estava louca pra possuir aquela mulher! Pra fazer ela sentir todo prazer que eu acumulava na medida em que ela me provocava em público. Descido tomar as rédeas da situação e fomos juntas ao banheiro do shopping … resolvo beijar ela intensamente e começo a acariciar ela por cima de sua calcinha… até ela implorar para que eu a possuísse com o vibrador… cheguei até colocar os dedos quando senti sua umidade intensa, mas não atendi a seu pedido… a convidei pra irmos a um motel ali bem próximo e de imediato ela topou…

Enquanto eu dirigia, ela me excitava cada vez mais… ela sabe que eu adoro quando ela provoca ao se insinuar fazendo um boquete no vibrador… ela me deixa louca! Sinto sua mão me excitando por dentro da calça, afastando a cinta e me estimulando minha vulva… Ao chegar no motel, pedi pra ela aguardar, sai e abri a porta do carro pra ela descer. Começamos a nos acariciar e Cecília parecia uma fera do prazer! A cada toque das minhas mãos em seu corpo ela se contorcia… resolvi então tomar as rédeas da situação… ali mesmo no estacionamento do quarto eu a despi com fúria! Estava cheia de desejo! A segurei pelos cabelos e enquanto eu beijava seu colo, pescoço e boca eu a encurralei de contra o carro e a possui deliciosamente. Sentia a sua vulva latejando e encharcando o vibrador. Cecília se contorcia e gemia alto a cada estocada que eu lhe dava. Coloquei ela sentada no capô do carro e a possui como nunca! Ela retribuía a altura… sentia a sua boca quente no meu pescoço, as suas unhas arranhando a minha costas, ouvia seus gemidos ao pé do ouvido e as suas mãos roçarem meus cabelos. Depois que ela explodiu de prazer ainda ficamos por um momento trocando carinhos e alguns beijos.
A conduzi para dentro do quarto, mal fechei a porta e já sou surpreendida por ela. Me jogou na cama e ordenou: “Não se mova!” Ela se afasta.. ouvi o chuveiro por alguns minutos, alguns risos e logo uma música sensual… a porta se abre e lá vem ela surpreendentemente mais linda do que antes… de cinta liga, lingerie preta, salto alto, maquiagem forte com batom escuro nos lábios, os cabelos soltos e bagunçados, um perfume doce e o mais importante… aquele olhar que só ela sabe me dar… ver ela daquele jeito me enlouqueceu! Mas… quando eu fui ao seu encontro, fui barrada… ” Não se mova!” fui novamente jogada na cama. Cecília começou a dançar no ritmo da música que tocava, ela subiu na cama, cantava alguns pedaços da música bem próximo ao meu ouvido, colocou suas pernas em volta de meu rosto e começou a rebolar bem perto dele… me excitou, me provocou, me deixou a ponto de explodir sem um único toque de suas mãos. Mesmo louca de desejo eu me segurei e esperei ela me dar o primeiro toque… ela finalmente coloca seu dedo em minha boca e eu passo minha língua por ele… eu a agarro e começo a beijá-la intensamente… eu já estava nua, então ela começa a me tocar e me invade com seus dedos… enquanto eu ia a loucura ela chupava meus seios com força fazendo uma sucção deliciosa! Não demorou nada para que eu sentisse meu líquido descer por suas mãos… Arranco sua lingerie depressa, pois eu quero ver aquele lindo corpo nu. Beijo seu colo e logo nos encaixamos para chegar ao nosso ápice juntas… eu comando os movimentos e fico louca em ver seu corpo se contorcer de prazer ao meu comando… eu logo em seguida me deixo levar por toda a minha excitação e me derramo em cima dela… logo ela já inverte o jogo e já me domina novamente… entre beijos, toques e retoques nós curtimos nossos corpos e não percebemos o tempo passar… assim que olho pra janela, já vejo que está escuro e que precisamos ir embora.

Tomamos um banho delicioso juntas, nos vestimos e fomos pra casa com aquele gostinho de “quero mais” na boca… essa loucura ficará pra sempre em minha memória, e fico aqui ansiosa para descobri qual será o próximo fetiche dela que irei realizar…

#contos #fetiches #mulheres #sexy #prazer #oprazerétodomeu

Um só prazer …

Conto os minutos para tê-la em meus braços novamente… sentir sua pele macia com cheiro doce e enebriante… saborear o seu beijo naqueles lábios que também me dizem coisas loucas e tentadoras…

Eu quero mais dessa vez… quero mais tempo, mais calor, mais intensidade, mais força, quero mostrar a ela que comigo ela pode mais! Quero ver novamente aquele corpo se contrair ao sentir meus estímulos e logo se debulhar de prazer em minhas mãos. Eu quero que seus lábios me confessem como está bom, que eles deixem escapar os gritos e os gemidos alucinantes que eu adoro escutar… quero sentir o vai e vem de seus quadris em cima de mim procurando seu ápice… seu clímax… meu clímax… quero preencher a cama de diversas coisas… entre elas um pouco de luxúria e suor… quero me contaminar com esse seu veneno perigoso que é delicioso e chega a viciar! Que ele fique em meu corpo até a próxima dose de você… quero sentir o ardor de seu corpo nu sob meus comandos… sob o meu domínio… sob as minhas vontades de você.

Nossa química nos diz que quanto mais melhor… a física mostra o perfeito encaixe de nossos corpos e combustão que nossos atritos causam … não tem nada que nos limite, que nos detenha… eu só quero que você venha para repetirmos aquilo que fazemos de melhor… nos transformar em um só prazer…

#contos #queromais #umsóprazer #homem #mulher #casal #sedução #prazer #oprazerétodomeu

Nos bastidores…

Finalmente chega o grande dia! A grande estréia do meu espetáculo! Meses de treinamento intensivo e faltam apenas dez minutos para recebermos o nosso primeiro público! Escrever e dirigir essa peça foi um verdadeiro desafio pessoal e profissional. Sempre estou acostumado a fazer peças altamente contemporâneas e dessa vez a história se passa nos anos 50. Cruzo os dedos e vou dar a última volta entre os atores para ver se está tudo certo.

Quase tudo verificado, com a exceção do camarim da estrela da noite… ela fará o papel de Daniele… a protagonista da história… com todos esses meses de ensaio ficou praticamente impossível não ficarmos íntimos… o problema é que a sua beleza e inteligência passaram por cima do meu profissionalismo e fica cada vez mais difícil eu não querer mais que uma boa relação profissional…Bato na porta do camarim e ela abre rapidamente. Ela estava impecavelmente produzida com as roupas, cabelo e maquiagem da personagem e ficou exatamente como eu imaginei. Linda, atraente e sexy. Ela me abraça e me diz que está nervosa. Eu a digo o quanto está linda e que eu estava certo que a estréia iria ser um sucesso. Conduzo ela até o palco e antes de me retirar digo: “Depois da sua explosão de sucesso, vamos sair para comemorar!” Ela assente com a cabeça e me manda um beijo tímido de longe.

Casa cheia, luzes prontas… Abrem-se as cortinas vermelhas e começa o show! Todos os atores super afiados, a peça transcorre conforme eu tinha imaginado e o público está eufórico! Dirigi essa peça de maneira que eu pudesse transportar as pessoas dos dias de hoje diretamente para os anos 50. Chega a cena tão espera… Daniele fará sua performance sensual para seu primeiro cliente… todos os holofotes e olhos voltados para ela, principalmente os meus… Começa entrando no cenário com uma lingerie preta dançando sensualmente para ele… os toques, olhares e sua postura estavam tonteantes! Ela foi impecável! Surpreendente! Confesso que eu daria tudo pra estar vendo aquilo mais de perto… por mais que eu saiba as intenções reais da personagem, não seria nada mal estar no papel daquele ator nem que fosse só por um momento. A dança acaba, as cortinas se fecham e o ambiente se replete de gritos e aplausos! Perfeito! A estréia foi um verdadeiro sucesso!

Depois de tudo encerrado, convido todo o elenco para irmos em um restaurante próximo dali para comemorar. Enquanto todos vão retirar seus figurinos eu já sei exatamente onde será que vou aguardar … Ela abre a porta do camarim e ainda está com a caracterização da última cena apenas com um hobby aberto por cima. Seu olhar já não é o mesmo da últimas vez que nos vimos, acho que não sou o único com segundas intenções por aqui… eu entro no camarim e ela passa a tranca na porta. Eu dou um sorriso sugestivo e digo: “Vim parabenizar pessoalmente a estrela da noite!” ela se vira pra mim e responde: “Daniele não teria ganhado vida sem você! O mérito é nosso!” Ela estala seus saltos pelo espaço e vai em direção a garrafa de champanhe que eu mandei deixar em sua mesa. Ela pega, abre a garrafa, serve duas taças… me olha com sensualidade e profundidade… brindamos e eu falo: “Ao nosso sucesso!” Depois ela se aproxima de mim e diz: “Eu tenho uma surpresa pra você…” Ela me empurra em sua cadeira de maquiagem, pega seu celular e coloca uma das músicas que havíamos colocado em pauta para a apresentação de Daniele que não foi escolhida…ela ascende um cigarro, dá um trago e se inclina bem perto de mim… a essa altura eu já não consigo pensar em mais nada além de possuí-la ali mesmo… Ela solta a fumaça do cigarro em minha direção e mesmo seu dizer nada, seus lábios me dizem o que ela quer… Ela se vira de costas e começa a dançar passando suas mãos vagarosamente pelo seu corpo… outro trago… ela se vira de frente, volta em minha direção, coloca o cigarro entre meus dedos e sussurra em meu ouvido: “Hoje, você será o segundo cliente de Daniele…” ela solta os cabelos, se afasta e começa a tirar seu figurino devagar… peça por peça… primeiro arranca as luvas com os dentes… cinta liga…sutiã… ela revela pra mim seu corpo nu, tão desejado por mim…. eu dou um trago no cigarro e o apago no cinzeiro ao lado… tiro meu blazer, o apoio na cadeira e ela se aproxima… está apenas com as meias e apoia um dos seus pés na cadeira. Eu tiro a meia aproveitando para passar minhas mãos e boca por suas pernas grandes e firmes. Ela tira a outra meia e a atira bem longe de nós… se senta em meu colo de frente pra mim e começamos a nos beijar… Ela arranca minha blusa e começa a explorar meu tórax. Minha excitação já é percebida por ela que logo passa sua mão por cima e aproveita para abrir o botão da minha calça. Ela a tira e se encaixa por cima de mim… sinto meu corpo adentrando ao dela… ela é extremamente quente como eu sempre imaginei… seu rebolado em cima de mim mostra toda a vontade e tesão dela por mim. Os movimentos ficam mais rápidos e longo sinto seu corpo trancar no meu… ela derrama toda sua libido em cima de mim… e logo em seguida me pede pra que eu a possua com ela virada de costas… ela se apoia na penteadeira e eu a adentro novamente. Dessa vez sou eu que estou no controle, eu olho aquela bela mulher totalmente entregue a mim e isso por si só já quase me leva ao meu ápice, mas eu não quero que acabe agora… por tanto a seguro pelos cabelos e começo a me fazer naquele corpo delicioso, é possível sentir seus orgasmos e ouvir seu gemido baixinho… puxo seu corpo junto ao meu e logo já beijo seu pescoço e digo ao pé do seu ouvido o quão deliciosa ela é. Seguro seus seios com firmeza e ela fala pra mim… “Vai! Se derrama pra mim…” Meu auto controle me abandona e eu cedo ao seu desejo me deixando levar por aquelas sensações incríveis… meu corpo se arrepia e eu acabo deixando um grito escapar…”Oh!” abro meus olhos e ela havia ido junto comigo… seu corpo se contorcia todo e seu rosto ruborizado denunciava que estava tão enlouquecida quanto eu. Ela abre os olhos e me diz a frase que Daniele diz ao seu cliente no final da peça: “Seu tempo acabou querido…” Eu a puxo pelos cabelos e a beijo novamente… era quase possível ouvir seu corpo suplicar por mais uma dose de prazer… mas tínhamos que ir pra comemoração da peça.

Ela começa a se vestir e eu também. Viro pra ela e digo: “Nós podemos continuar isso depois do jantar em algum hotel próximo daqui.” Ela me presenteia com mais um beijo, me pega pelo pescoço e diz: “Não… eu prefiro continuar de onde paramos… aqui nos bastidores…”

#NosBastidores #contos #sedução #arte #homem #mulher #sexy #performance #prazer #oprazerétodomeu

Loucuras

Fim de dia e estou ansioso por o que está por vir. Ele marcou de nos encontrarmos hoje… combinamos na porta do meu trabalho e decidimos fazer um programa mais leve e descontraído… a caminhada na praia pareceu ser o programa perfeito! Chegando lá, percebemos que estava tudo bem deserto… nossa conversa era boa e super agradável. Não era o nosso primeiro encontro, já tínhamos muita intimidade, mas nunca chegamos aos finalmentes… falávamos dos assuntos mais variados possíveis. O lance era mesmo nos conhecermos melhor. Eu ficava o observando enquanto conversávamos e parecia que sua boca não estava conectada com as mensagens que seu corpo me passava… suas mãos suavam… seus olhos me devoravam e a cada vez que ele encostava em mim sua voz travava…

Caminhamos um pouco na beira da praia e decidimos assistir ao pôr do sol, o que ajudou muito a aumentar ainda mais a temperatura que já estava alta entre nós …o silêncio paira sobre a nossa conversa e logo sinto suas mãos percorrerem as minhas pernas… um arrepio corre em corpo e eu decido ir logo em direção aos seus lábios grandes e carnudos… seu beijo era quente e envolvente. Sua boca suplicava por mais e eu sabia que não era só ela… mãos… beijos… mordidas… suor… aquilo estava saindo do nosso controle, então eu sugiro irmos pra um lugar um pouco mais reservado… minha casa não ficava muito longe dali.

As conversas era extremamente picantes e a minha vontade de ser possuído por aquele homem só aumentava. Eu tinha pressa, eu tinha sede… estava louco por ele. A caminho de casa nos avistamos uma obra inacabada de um prédio… deixei a voz da loucura falar mais alto em minha mente e puxei ele pela mão em direção aquele lugar… Ele me olhou desconfiado, parecia de fato não estar entendendo muito a minha proposta… eu pego em seu rosto e digo: “Já pensou em fazer uma loucura em um lugar como esse?” De imediato ele dispara: “Nunca imaginei… mas confesso que é uma proposta um tanto quanto tentadora…” Ele me agarra e começamos a nos beijar… O lugar era estava escuro e por isso não ficamos muito longe da porta… apenas uma parede nos separava da visibilidade de qualquer pessoa. Aquilo era excitante, mas ao mesmo tempo preocupante…

Suas mãos já percorriam todo o meu corpo com desejo e fervor… sua boca era quente e não parava de me provocar arrepios e me arrancar suspiros…sinto sua mão invadir minha bermuda e logo ele solta o botão… começa a me acariciar e minha rigidez já está em seu ponto máximo. Ele me vira de costas e já é possível sentir que ele está pronto pra me possuir… escuto o zíper do seu jeans deslizar… eu decido antes lhe proporcionar um pouco mais de excitação… ajoelho e o abocanho de uma só vez e ele deixa escapar um grande gemido pelos lábios… faço movimentos de sucção firmes e vejo que ele está adorando… até que ele me puxa pra cima e me empurra diretamente na parede… Sinto sua mão me acariciando por trás e ele começa a sussurrar ao pé do meu ouvido: “É loucura que você quer? Então é loucura que você vai ter!” Imediatamente ele me invade com força… eu explodo de prazer e começo a curti-lo me fazendo ir a loucura… enquanto ele me possuía, eu aproveito para me tocar e aumentar as minhas sensações… ficamos ali por muito tempo… quanto mais ele fazia, mais eu queria… fecho meus olhos, aumento a velocidade do movimento de minha mão e me inclino pra trás para que eu o pudesse sentir ainda mais fundo dentro de mim… ele me segurou pelo quadril e me puxou em sua direção… uma sensação de dor, agonia e prazer tomam conta de mim e eu me deixo levar pelas sensações… jorro de prazer em minha mão e logo em sequência vejo que ele trava seu corpo no meu e é possível sentir seu líquido escorrer pelas minhas pernas… Nos olhamos e volvamos a nos beijar… aquilo tudo foi um verdadeiro misto de prazer, loucura e desejo…

Nos vestimos rapidamente e resolvemos logo ir para minha casa para darmos sequência aquele episódio tentador… Ao sairmos do local avistamos cinco meninas que estavam sentadas, bebendo uma cerveja e conversando enquanto aguardavam o ônibus no ponto que tinha bem próximo dali… Como vergonha não faz parte de mim, eu segui normalmente… Parecia até que eu estava adivinhando… elas nos pararam, confessaram que nos viram juntos e nos fizeram algumas perguntas bem sugestivas e picantes… respondi que era a realização de uma fantasia minha, mas não quis estender muito o assunto, logo nos despedimos e seguimos o nosso caminho… Eu me viro pra ele e confesso: “Saber que alguém nos viu me fez gostar mais ainda dessa experiência e aumentou minha vontade de continuarmos isso…” Ele me atira um olhar de safado e não precisa dizer mais nada…

Chegamos em casa, assim que eu passo a chave na porta, eu tiro os sapatos, olho pra ele e digo: “Onde é que paramos mesmo?” Ele arranca sua camisa e voa em cima de mim… voltamos a nos beijar e nos direcionamos para o banheiro… Nem mesmo a água fria era capaz de amenizar a temperatura de nossos corpos… eu começo a beijar seu pescoço e logo eu o seguro pela cintura e o invado com firmeza… sinto que ele se surpreende mas permite que eu continue… chego ao pé de seu ouvido e digo: “Agora quem vai viver loucuras aqui é você…” Volto a empurrar meu corpo dentro ao dele e logo vejo ele se derreter de prazer…

#Loucuras #contos #homens #homo #sexy #prazer #oprazerétodomeu

Entre nós…

Sábado a noite, estávamos eu, o Roger e o Peter juntos na varanda da casa do Roger jogando sinuca e bebendo umas cervejas como sempre. Clima gostoso e descontraído, música boa e o papo leve de sempre…estamos acostumados a marcar essas sociais com o pessoal, mas hoje ninguém pode vir… estava tudo ótimo como sempre, mas dessa vez dava pra perceber algo diferente… era possível sentir o cheiro das intensões no ar… eles sempre me trataram muito bem, mas conheço eles a bastante tempo para notar a diferença… cada vez que um deles se aproximava de mim, eu notava um certo excesso de cordialidade, atenção, toques, olhares e novas insinuações…

Ganho a partida e paro um pouco pra observar eles de longe… Eles se posicionam na mesa, arrumam tudo e começam uma nova partida. Era possível perceber os olhares entre si. A cada acerto ou erro no jogo, uma mensagem criptografada.. eles se falavam mesmo se dizer nada e eu ficava apenas observando… suas trocas de olhares… alguns eram direcionados pra mim mas de forma discreta e alternada. Aquilo estava mais para jogo de sedução do que de sinuca.. de vez enquanto um deles vinha, me chamava pra ficar mais perto, mas eu recusava… depois o outro me servia um pouco mais de bebida e me acariciava… a temperatura começou a subir no momento em que eu decido me sentar mais próximo e propositalmente coloco os pés apoiados na beirada da mesa de sinuca. Eu estava com uma blusa social branca, uma saia preta e uma meia longa acompanhada de saltos pois eu havia vindo direto do trabalho. Não tinha a intensão, mas acabou que esse look foi completamente tentador pra eles… os olhares para mim eram cada vez mais reveladores … o papo ia ficando sugestivo e meu corpo já estava exalando o cheiro da tentação… eu pego minha bolsa, pego meu espelho de mão, retoco o batom, resolvo soltar meu cabelo e abro os dois primeiros botões da minha blusa. Eles param pra assistir meu momento de mulher, mas eu finjo não perceber… apoio minha bolsa na mesa, cruzo minhas pernas e continuo a beber minha cerveja. Eles continuam o jogo e noto que os erros nas jogadas começam a ficar frequentes, estavam nitidamente desconcentrados… eu me levanto, dou um gole na cerveja, roubo o taco das mãos do Roger… me inclino perto dele de forma absolutamente sugestiva, mas ao mesmo tempo, estou de frente pro Peter e inevitavelmente ele se delicia olhando o meu decote … de primeira acerto logo duas bolas na caçapa, entrego o taco na mão do Roger… ele toca em minha mão e trocamos olhares… outro gole na cerveja e chega a hora da minha próxima jogada… a cena se inverte e tomo a vez do Peter… outro acerto. Me viro pra eles e digo: “É assim que se faz entenderam?” Risadas constrangidas tomam conta do ambiente… mas junto com elas olhares tentadores vindos deles … eles estavam completamente loucos pra me possuir… ali mesmo. “Restrições” era uma palavra fora de cogitação, mas mesmo assim eu não iria dar o primeiro passo…

Sempre imaginei que eles tinham essa vontade, mas nunca pensei que eu seria a escolhida para realizar tal fantasia. Confesso que aquilo tudo era muito novo pra mim… mas eu estava confortável com a ideia e extremamente excitada para cometer aquele crime… O jogo acaba e eu resolvo me sentar em cima da mesa bem próxima ao Peter, roubo seu cigarro, dou uma tragada e jogo a fumaça fora com o canto da boca, mas sem deixar de fixar meus olhos nos olhos dele… Roger sai para buscar outra cerveja e com isso o Peter não perde tempo… puxa meu quadril pra perto de si e me envolve num beijo quente e super intenso… era como se estivesse matando sua sede de mim… o beijo começa a se estender e logo sinto suas mãos percorrerem meu corpo com firmeza e desejo. Escutamos o Roger se aproximar e interrompemos o beijo, ele se aproxima e eu nem consigo dizer nada, pois ele me puxa pelo pescoço e tasca um beijo mesmo estando com minhas pernas em volta do corpo do Peter… enquanto nos beijamos eu sinto o Peter beijar meu colo e alisar minhas pernas… Roger me joga na mesa e os dois começam a explorar meu corpo juntos, mas não havia nenhuma interação entre eles, eu era o foco! Peter dá a volta na mesa e foca em meus seios…ele começa a passar sua língua em meu decote, ele abre mais um botão e começa a acariciar um seio com um mão e lamber o outro… Roger acaricia as minhas pernas e suas mãos vão subindo em direção a minha vulva… eu estava completamente excitada! Me sentia uma verdadeira Deusa da sedução… Roger tira a minha saia e Peter minha blusa revelando assim meu conjunto de lingerie de renda preta. Eles ficam cada vez mais excitados me vendo ali daquele jeito e eu não economizo sedução e sensualidade em meus olhares e movimentos… Roger começa a me acariciar por cima da calcinha e naturalmente começo a umedecer sua mão… Peter arranca meu sutiã e empurra meus seios em sua boca devorando-os e me enchendo de prazer.. “Ah!” eu deixo escapar… essa era a confirmação que eles precisavam para começar a atacar de verdade…

Roger arranca a minha calcinha, se depara com minha nudez absoluta e vai a loucura … arranca sua camisa e começa a me devorar… sua boca era quente e rápida… logo eu já sinto um de seus dedos me invadir aumentando ainda mais a intensidade do que já estava gostoso… Peter continua estimulando meus seios e me beijando também… meu prazer era incontrolável e não demora muito para que Roger se delicie de todo meu sabor… assim que ele se afasta, eu coloco meu dedo em mim mesma e levo um pouco do meu líquido na boca de Peter… arranco a camisa dele que logo troca de posição com Roger. Ele começa a me sugar… fazia de um jeito como se quisesse arrancar logo de mim outro orgasmo… seus ritmos foram completamente distintos… foram orgasmos intensos, porém completamente diferentes…

Desço da mesa e estou apenas com minhas meias… Roger começa a me beijar novamente e Peter me abraça por trás… estava literalmente cercada de desejo… eu podia sentir a rigidez deles através dos seus jeans… sentia a respiração ofegante de Peter ao pé do meu ouvido… coloco minha mão em sua calça e mesmo de costas eu consigo soltar o botão fazendo com que lhe transmita o recado… é hora de atacar! Peter tira seu jeans e sua cueca… ele me inclina e eu me apoio em Roger… Peter me invade com sua rigidez e eu começo a gemer… ajudo Roger com sua calça e logo já o abocanho… olho pra cima e ele estava completamente excitado me vendo deixar escapar alguns gemidos no canto da boca, mesmo estando com ela completamente preenchida por ele…. Peter ia cada vez mais forte e meus orgasmos já vinham em sequência…

Roger decide nos levar para seu quarto e chegando lá, ele se deita na cama e eu logo decido montar em cima dele… assim que começo a me movimentar ele pira… agarra meu seio com uma mão e segura meu quadril com a outra. Peter fica nos observando enquanto se toca… chamo ele pra perto e o abocanho logo… ele começa a soltar uns gemidos deliciosos… quando eu sinto que ele já está quase la, me afasto e sugiro que ele venha me possuir junto com Roger… me inclino um pouco pra facilitar… ele se ajeita e começa a me invadir por trás… “oh! que delícia!” logo sinto uma pegada mais firme do Roger… dar e sentir prazer com aqueles dois homens ao mesmo tempo estava me deixando completamente louca… ao mesmo tempo que havia a firmeza das penetrações, tinham os toques em meu rosto, os olhares… era um jogo de sedução constante. Meu corpo estava repleto de sensações extremas… fecho os olhos e deixo meu corpo se levar por aquele misto de prazeres… sinto um arrepio… meu corpo se contrai por inteiro e se trava! Começo a me derramar em cima de Roger… ele grita: “ISSO GOSTOSA!” Peter intensifica meu prazer estimulando meus seios e beijando meu pescoço… Sinto que ele se deixa levar também e chega a seu clímax junto comigo… Abro meus olhos e meu corpo clama por mais! Peter se afasta um pouco, eu me deito e Roger vem por cima… começa a fazer de um jeito gostoso, diversificando as intensidades e as velocidades… Peter volta a focar na parte de cima do meu corpo sugando meus seios com força e usa uma de duas mãos para estimular minha vulva enquanto Roger não para de me possuir… um misto de prazer e agonia tomam conta de eu corpo e ao mesmo tempo que eu quero mais, o prazer se torna mais intenso do que eu consigo suportar…Gritos intensos me escapam e eles não param… começo a jatear e encharco a cama por inteiro… Roger também não aguenta… entra comigo naquela sensação maravilhosa enquanto Peter me beija e reduz os movimentos de sua mão. Sussurra baixinho em meu ouvido: “Deliciosa…” levo minha mão ao seu rosto e curto aquela sensação maravilhosa.

Roger se deita ao meu lado… estávamos ainda assimilando tudo aquilo… Roger começa a beijar meu pescoço e Peter começa a me acariciar minhas pernas… eu retribuo as carícias de mansinho… o clima agora era de total carinho. Peter se vira pra Roger e fala: “Que sorte a nossa em ter essa deusa em nossas mãos…” Roger responde: “Ela é maravilhosa! Somos caras de sorte mesmo.” eu dou um sorriso para os dois e ainda ficamos ali trocando toques leves e deixando nossos corpos se recuperarem daquela sessão intensa de prazeres… Eu me posiciono de frente pra eles e digo: “Certamente não foi só sorte. Vocês dois são deliciosos. Tenho que admitir que foi melhor do que eu imaginava…” Eu me ajoelho de frente pra eles, levo meu indicador na boca, dou uma leve sugada nele e deixo a minha mão escorregar suavemente pelos meus seios, barriga, ventre… eles me observam com extremo desejo… começo a me tocar de leve e digo: “Foi tão gostoso que meu corpo já está pedindo mais… mais entre nós…” fecho meus olhos e começo a curtir meus próprios movimentos… já sinto os dedos de Peter me invadirem e a mão de Roger nos meus seios… não paro os movimentos… já é possível sentir a atmosfera mudar novamente… meu corpo arrepia e se contrai me mandando o recado… vamos pro segundo round…

#entrenós #contos #homens #mulher #menage #menageatrois #sedução #sexy #atração #prazer #oprazerétodomeu